90’s: séries de tv (parte III)

Uebaa! Vamos a terceira e última parte desse achado, sobre as séries que marcaram história nos anos 90. Tivemos muitas músicas de abertura, muitos bordões que foram repetidos milhões de vezes, muitos casais que torcemos para voltarem e vidas que queríamos ter… ai ai

1996:

Sabrina, aprendiz de feiticeira (Sabrina, the Teenage Witch)
Eu não sei o resto do mundo, mas eu simplesmente AMO essa série. Na série, Sabrina descobre que é uma bruxa quando completa 16 anos, e que ainda assim, precisa ter uma vida normal durante o colegial. Ela mora com suas duas tias Zelda e Hilda e o gato preto e falante de estimação, Salem (eu já ouvi esse nome em outro gato preto). Foram 7 temporadas, entre os anos de 1996 e 2003
Além da série, ainda existem três filmes “Sabrina, a bruxa adolescente”, “Sabrina, vai à Roma” e “Sabrina, vai à Austrália”. . Em alguns países é possível comprar o box das primeiras temporadas, aqui no Brasil, não vi nada sobre #todaschora

Sai de baixo
O sucesso brasileiro não poderia ficar de fora dos clássicos dos anos 90! A sitcom brasileira possuía um formato diferente, era gravado no teatro Procópio Ferreira em SP, onde o elenco interagia com o público, ria dos micos e quando esquecia a fala, era aplaudido de pé pelo público presente! Era uma peça de teatro televisionado, na verdade.
O enredo era sobre a família do Vava, chefe da família e sindico do edifício residencial, que tinha vista para o Largo do Arouche. No apê, ainda moravam, a irmã Cassandra e sua filha Magda (do bordão “Cala a boca, Magda”) com o marido o metido Caco Antibes (que ainda teve participações de Dona Caca, mãe do Caco). Seguido da empresa Edileuza, sendo substituída depois pela Neide Aparecida, Lucinete e por fim Sirene, e o folgado faz-tudo, Ribamar – que depois da saída de Tom Cavalcanti da série, foi substituído por Ataide (Luis Carlos Tourinho). Ficou no ar entre os anos 1996 e 2002. Em 2013, a série voltou ao ar com 5 episódios especiais.

Kenan e Kel
A série era protagonizada pelos amigos Kenan (o gordinho esperto) e Kell (o atrapalhado, que adorava refrigerante de laranja). Esteve no ar entre os anos, 1996 e 2000, sendo passada no canal pago Nickelodeon. Bem, eu assistia na Globo, aos sábados na TV Globinho, e hoje é possível ver à tarde na Band. A dupla esteve junta em 62 episódios divididos em 4 temporadas, que se passavam entre o trabalho no Rigby’s ou na casa deles, sempre com muita situação hilária, é claro! E como não lembrar do bordão “Quem gosta de refrigerante de laranja? Kel gosta de refrigerante de laranja! É verdade? Sim, eu amo, eu amo, eu amo!”???
Além disso, a dupla esteve junta nos filmes “Duas cabeças pensam melhor do que nenhuma” (2000) e o meu preferido “Good Burger” – Bem vindo ao Good Burger, a casa do hamburguer, posso anotar o seu pedido? (1997). O modelo de sitcom foi reproduzido algum tempo depois em Drake e Josh (dos mesmos produtores).

1997:

Buffy, a caça vampiros
Foi uma aclamada série sobre vampiros nos anos 90, sendo considerada cult pelos admiradores e críticos. Contava a história de Buffy Summers, que girava em torno da adolescência e a descoberta de sua importância no mundo sobrenatural, na qual ela era uma caça vampiros. Na quinta temporada, Willow e Tara protagonizam uma das mais comentadas cenas de beijo gay.
Algum tempo depois, rolou um spin off chamado Angel, que durou cinco temporadas. Tinha como principais Angel (dã) e Cordelia, que migraram da série Buffy, entre outros personagens regulares.

1998:

Dawson’s Creek
I don’t want to wait for our lives to be over, I want to know right now what will it be…“. A música de abertura mais chiclete dos últimos tempos rs Foi considerada uma das principais séries jovens dos anos 90, sucesso de público e crítica e indicada ao People’s Choice Award. O roteiro era simples, sobre a passagem da adolescência para a fase adulta, os dramas e amores vividos pelos personagens principais Dawson, Joey, Jen e Pacey (<3). Ficou no ar durantes os anos de 1998 e 2003.
Em 2012, James Van der Beek estrelou a série “Don’t Trust the B—- in Apartment 23” interpretando ele mesmo, e sempre fazia alguma referência à Dawson’s Creek. Recentemente, a Fox anunciou o cancelamento da série, mas vale a pena dar uma conferida 😉

O rei do Queens (The king of Queens)
Adoro o Kevin James, tenho vontade de chamá-lo pra tomar uma cerveja comigo haha Na série, ele não é diferente de todos os demais personagens que ele já fez, é um gordinho engraçado e desajeitado! A série ficou no ar de 1998 à 2007. O enredo girava em torno do cotidiano do casal Doug e Carrie Heffernan, com a participação mais que especial de Jerry Stiller, como Arthur Spooner, o pai de Carrie – que vive no porão da casa deles.

Will and Grace
Na série, Will e Grace se tornam amigos, após o namoro entre eles não dar certo, quando Will se descobre gay. Em cena, tinhamos Will, o advogado gay e romântico; Grace, a decoradora judia que procurava por médico judeu para casar; Karen, uma socialite que é movida a álcool, remédio e dinheiro; e Jack (do bordão Just Jack), um fracasso ator de estereótipo gay exagerado. Na série, Karen e Jack possuem tanta química, que acabam se tornando uma dupla a parte, com participação da empregada Rosário, com seu humor ácido. A série foi um grande sucesso na época, sendo indicada mais de 80x a grandes prêmios, arrebatando 16.

Felicity
Mesmo tendo um tom meio melancólico e muito dramático, a série era uma das minhas favoritas. Protagonizada por Keri Russell como Felicity Porter, a história era sobre uma jovem estudante da Universidade de Nova York, seus interesses e experiências. Os episódios iniciavam com Felicity em seu quarto, gravando uma fita cassete para enviar pra amiga (fita cassete HAHAHAHA).

Sex and the City
A melhor série de papo calcinha de todos os tempos, é baseada no livro homônimo de Candace Bushnell. Era protagonizada por Carrie, Samantha, Miranda e Charlotte. Começava com Carrie narrando sobre o “tema” do dia, e assim se desenrolava entre as personagens. Cada uma sofreu um drama amoroso, tinha seus vícios e era fácil se identificar com uma delas (ou todas). Ficou no ar de 1998 a 2011 (com uma pausa para a gravidez de Sarah Jessica), tendo 6 temporadas, dividas em 94 episódios. Além de dois filmes homônimos que serviria como uma continuação e desfecho do que rolou na série – onde finalmente Carrie se casa com Big; Charlotte consegue engravidar; Smith consegue ser ator, mas ele e Samantha se separam; Miranda tem uma crise no casamento, mas se recupera! Atualmente, passa no canal pago TBS.

That ’70s Show
Original da Fox, a série ficou no ar de 1998 a 2006, tendo 8 temporadas e 200 episódios. Foi nesta série que o casal badalado do momento Mila Kunis e Ashton Kutcher viveram seu primeiro romance como Jackie e Kelso, o que fez os fãs da série relembrarem esse momento!
A série retratava os aos 70 e a reunião dos amigos Eric, Donna, Kelso, Jackie, Steven e Fez no porão de Eric para conversas, festas ou nada, como todo tipico grupo de adolescentes. Foi um tremendo sucesso de público, e teve dois spin offs: um That ’80s Show, que foi um fracasso e só durou 13 episódios; e, That ’70s Show britânico.

1999:

Jack and Jill
Ahh eu amava essa série, e sempre trocava o nomes dos personagens principais (sempre achei Jack nome de homem). Era sobre o relacionamento de Jack e Jill e todos aqueles problemas que acontecem rs A trama começa quando Jack decide se mudar para Nova York, e vai morar com Audrey. No mesmo prédio Jill e Mike dividem um apartamento. Jack e Jill se apaixonam, porém não podem assumir porque Jill é comprometido com Elisa. No fim da primeira temporada, eles acabam ficando juntos, como era de se esperar hehe
E Elisa? Bem ela se torna amiga de Jack e Audrey, e junto com Jill, Mike e Barto (o amigo estudante de medicina), eles formam o mais novo sexteto querido dos anos 90. Ou talvez não. A série foi cancelada na segunda temporada, e não pudemos saber o que acontece com Jack e Jill. Para quem não se lembra, eles estavam prestes a casar, decidem então não fazê-lo e Jack descobre que está grávida. Com o fim da série, só sobrou nossa imaginação. Uma pena!

Espero que tenham gostado dessa seleção. Foi uma delícia relembrar esses clássico, e já coloquei um bocado para baixar no Torrent haha

Apertos,

Anúncios

._.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s