Prêmio Multishow 2013

Desde 1994, o canal de tv fechado Multishow apresenta o Prêmio Multishow de música brasileira. Diz a lenda que antigamente a premiação era incrível e os ganhadores eram pessoas de influência (mesmo que pequena). Desde que eu passei a acompanhar, eu tenho a sensação de que não passa de uma premiação que reúne os nomes que já estamos cansados de ouvir o ano inteiro, e suas músicas bem ruins, além das categorias mais sem noção ainda.

Acredito que, pensando nisso, resolveram chamar a Ivete Sangalo e o Paulo Gustavo para melhorar a situação (de novo), mas eu não to achando a coisa boa não. Falta uma sincronia entre eles, pro Paulo Gustavo um aparelho auditivo – de repente assim, ele pare de gritar tanto – e uns livros, o vocabulário tá curto demais, xinga mais que fala. E a Ivete, mesmo sendo a querida do povão, não teve aquela presença de espírito já conhecida, parecia que tava programada para ser aquilo ali e só falar o que estava escrito!

O que falar sobre o que foi televisionado? Meu Deus do céu, que vergonha, meu rosto queimava por inteiro e eu tinha a sensação de que as pessoas que estavam ali eram manequins, um silêncio horroroso! A câmera só  dava close na galerinha com cara de sono. Lembra o filme “Os outros”, que no final estavam todos mortos? Então, acho que é mais ou menos isso que aconteceu hoje…ou então, o carinha do “Palmas” não foi trabalhar ae o público ficou meio perdido. Esse é o problema de programa ao vivo, né?

E os micos da noite foram mais ou menos assim:

Cacau Protásio e Samantha Schmütz – além da gritaria e de serem bem sem graças, não entendi o que elas foram fazer lá. Desde quando “bezerrar” é humor? Elas se caracterizaram, cantaram, tentaram interagir, mas ficou algo de muito mau gosto. Show de horro!;

Anitta agradecendo parte I e parte II
– ela cisma que as pessoas têm inveja dela, não pode elogiar nada que ela manda beijo pra “recalcada”. Ok, muda o discurso! E por favor, stylist pra ontem. Se vestir mal e se maquiar mal, é um troço que não pode mais existir na sua vida, baby! Ah e por favor, joga a LV fora, é feia demais!;

Naldo Benny
– só esse nome é uma vergonha, enfim…  é bem mais complicado encontrar talento embaixo do suvaco peludo, falta de tom e ritmo. Isso sem falar o guitarrista fazendo solo de “Sweet child o mine” em “Sabor de Chocolate” Deus do céu, ajuda ele!;

A premiação
– será que só eu acho que por ser o vigésimo, merecia ser algo fodaraço muito bom? Pois bem, o evento teve diversas falhas durante os shows, nada sincronizava com nada. As pessoas da equipe pareciam estar mais despreparadas que os ganhadores “pegos de surpresa”. Do anúncio ao prêmio (que era uma medalha, MEDALHA!) à chegada do ganhador, faltava alguma coisa ali. Lamentável!

O vácuo do vocalista do Oba Oba Samba House
– o cara ganha o prêmio de Experimente e na hora, achando que o sucesso dele era extremo, chama Ivete e fala “Tudo o que eu queria era ouvir você dizer…”, a resposta: “Mas o que é isso gente?”. Beleza, eu digo, não mentira!

Paulo Gustavo e a falta de vocabulário
– Além de passar a noite inteira gritando, usa da falta de educação como humor e os palavrões como vírgula. Que ele tem talento, isso é indiscutível, mas hoje, ele tava meio que de TPM!

Os ganhadores da noite foram:

Versão Ano – Bárbara Eugênia
Melhor Clipe – Anitta
Novo Hit – Mahmundi
Música Compartilhada – Meta Meta
Mais Mais – Michel Teló
Melhor Música – Thiaguinho
Melhor Show – Paula Fernandes
Melhor Grupo – Sorriso Maroto
Música Chiclete – Anitta
Experimente – Oba Oba Samba House
Artista Revelação – Karol Conká
Melhor Disco – Guilherme Arantes
Melhor Show (empate) – Caetano e Gang do Eletro
Nova Canção – Silva
Melhor Cantor – Luan Santana
Melhor Cantora – Ivete Sangalo

As atrações musicais foram: Zezé di Camargo e Luciano & Paula Fernandes, Sorriso Maroto, Caetano Veloso & Emicida, Marcelo D2 & Cone Crew (que surgiram mascarados como o Black Bloc e máscaras do V, simulando uma manifestação no palco), Naldo Benny, Silva (que se apresentou após receber o prêmio com Amor para depois), Thiaguinho e Péricles fazendo um recordar é viver como Exalta, Anitta e para finalizar com chave de ouro, Ivete!

Oremos que ano que vem seja melhor, mesmo sabendo que vai ser pior que este ano, né?

Anúncios

._.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s